sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Infeliz lembrança



os dias eram mais nítidos
a conversa melhor entabulada
as pessoas possuíam clareza
seja nesta ou naquela posição
é claro que havia medo
que a esperança podia se frustrar
mas havia mais dignidade
e o homem sabia do que falava
desvaneceram-se estes dias
nem se compreende bem como
e o delírio tomou conta das cabeças
as cores se confundiram
um tom de burro quando foge
tomou conta das ruas dos jornais
invadiu os lares as igrejas os cafés
na vida insípida e medrosa
declarou-se estado de sítio
agora governaria o lixo
e afundamos no lixo


                                                                               Igor Zanoni

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Moeda


sabemos o que vai mal
mas não o que fazer
há é claro pessoas esclarecidas
que podem dar nisto uma grande ajuda
mas elas ensinam o que deve ser feito
 a atividade a vida prática
é conosco é outra história
nisto vamos mal
quem pode junta dinheiro com lascívia 
 há outras formas de devassidão
mas não como a de juntar dinheiro
disto seguem a violência
os pecados capitais
todas as formas de sofrimento
de que se pode sofrer neste mundo
mas o mais pobre também quer dinheiro
precisa
e estende sua mão suja e magra
trêmulo com medo
de que a moeda que recebe seja tomada
caia ralo afora como sua vida vai ralo afora


                                                                         Igor Zanoni

Buda


é preciso buscar o Buda
como quem busca sua quietude
antes do nascimento
antes que as demandas do mundo
turvassem sua face
como quem sente muita sede
precisa de água limpa e fresca
como quem em uma casa em fogo
precisa encontrar logo a porta
é preciso buscar o Buda
mas não há algo como um Buda
que possa ser buscado
por isso é preciso busca-lo
depressa nesta era sombria


                                                                 Igor Zanoni

TASS



1
quando foi que eu rapazola
ouvia fascinado
no meu radinho de pilha
as notícias da Agência Tass?

2
houve um tempo
o mundo parecia prestes
a se reinventar
e eu ouvia fascinado
as notícias da Agência Tass


                                                                    Igor Zanoni

Escuta



um poeta quer dizer tudo
um verso há de limitar
com o indizível
há de ser exato preciso
ele não é dom involuntário
antes procura atenta
há de confinar com o zelo
inquietude que toma para si
o que outros mal ouvem
para outros se escreve
escute preste atenção
nem tudo é o que se pensa
há sempre algo além
que o poema te traz
se escutar bem


                                                          Igor Zanoni